logo
rss  Vol. XV - Nº 236         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 04 de Março de 2021
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

São Vicente e Granadinas:

Luso-descendente Ralph Gonsalves vence eleições legislativas

Kingstown (Lusa) - O primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas, o luso-descendente Ralph Gonsalves, do Partido Trabalhista Unido (ULP), venceu as eleições legislativas de segunda-feira com uma margem mínima sobre o Novo Partido Democrático (NDP).

De acordo com os resultados oficiais, o ULP obteve 27 648 dos votos, correspondentes a oito deputados.

O NDP conseguiu 26 231 dos votos e sete deputados.

Esta é a terceira vitória consecutiva do primeiro-ministro Ralph Gonsalves, de 64 anos, à frente do ULP.

O seu principal rival era o economista e ex-primeiro-ministro Arnhim Eustace, de 65 anos, que lidera o NDP e com quem Gonsalves mantém profundas divergências ideológicas.

Uma das promessas de Eustace era, caso vencesse as eleições, retirar o país da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), promovida pelo Presidente venezuelano, Hugo Chávez, e da qual fazem parte também Cuba, Bolívia, Nicarágua, Equador, República Dominicana e Antigua e Barbados.

Por seu lado, Gonsalves defende que desde que o seu partido assumiu o poder, há dez anos, o país está melhor e prometeu continuar a «revolução» para alcançar melhores padrões de vida.

Política Canadiana
Kingstown (Lusa) - O primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas, o luso-descendente Ralph Gonsalves, do Partido Trabalhista Unido (ULP), venceu as eleições legislativas de segunda-feira com uma margem mínima sobre o Novo Partido Democrático (NDP).
Sao Vicente e Granadinas.doc
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2021